• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Ação de Pedro contra o Fluminense provoca irritação em dirigentes tricolores

Hoje no Flamengo, o atacante Pedro decidiu entrar na justiça contra o seu ex-clube, o Fluminense, cobrando R$ 2,2 milhões à equipe das Laranjeiras. O processo causou grande desconforto por parte da diretoria tricolor, que não teria concordado com alguns pontos da cobrança.

De acordo com informações do jornal O Globo, o que teria irritado os dirigentes foram alguns pontos considerados delicados. A não contratação de um seguro para acidentes de trabalho foi o principal deles, uma vez que o processo destaca que Pedro ficou oito meses sem jogar e acabou perdendo uma convocação para a Seleção principal por conta de uma lesão no joelho.

No entendimento da cúpula do Fluminense, ainda segundo veículo, a cobrança não tem cabimento porque o clube nunca encaminhou o atacante ao INSS e fez o pagamento de seus salários. O pedido para que o Tricolor seja excluído do Ato Trabalhista também é outro ponto que incomodou os dirigentes.

Após a ação na justiça, o ex-coordenador médico do Fluminense, Michael Simoni, fez críticas à atitude de Pedro e recebeu resposta do próprio advogado do atacante, que rebateu as declarações.

Tricolores estão inconformados com a ida de Pedro para o Flamengo. Para de chorar. Deixa o craque deslanchar. Reclama com os tribunais que entendem se tratar de acidente de trabalho a contusão sofrida no desempenho das atividades profissionais. Os tricolores estão inconformados com ida dele para o Flamengo. Deixa o cara ser feliz -, declarou Theotonio Chermont, advogado do atleta.

Publicado em colunadofla.com.