ANSIEDADE NAS ALTURAS

ANSIEDADE NAS ALTURAS

Pronto, chegou o dia que os mais jovens já não aguentavam mais esperar e os mais antigos começavam a achar que iriam para o “andar de cima” sem ver novamente. Uma ansiedade sem precedentes toma conta do país inteiro. 20% esperando pela festa e os 80% restantes se borrando de medo que ela venha a acontecer.

O adversário é perigoso. Sem dúvida, tem bons jogadores, joga em casa, mas até mesmo a mídia do 011 reconhece nossa superioridade técnica e o favoritismo neste duelo. Só que favoritismo e o fato de jogar em casa, em Libertadores, não quer dizer absolutamente nada. Isso ficou comprovado na fase anterior, quando o próprio Grêmio e o Palmeiras perderam seus jogos em casa.  

Essa história de que “para se ganhar Libertadores é preciso estar habituado a disputá-la” NUNCA me convenceu. Se fosse assim, não ganharíamos a nossa na primeira vez que a disputamos. O que acontecia, antes do VAR, era uma conivência dos juízes da Conmebol com a violência e cera praticada pelos Castelhanos, para satisfazerem os desejos de seus Comandantes e pela sabida antipatia pelas equipes de língua portuguesa.

O VAR pode ainda não resolver todos esses problemas, mas dificulta o favorecimento descarado de uma equipe, como frequentemente víamos acontecer (https://veja.abril.com.br/placar/ex-jogador-do-boca-juniors-diz-que-arbitros-favoreciam-o-time/), pelo fato de ter outros juízes envolvidos na partida.

A dificuldade de se vencer uma Libertadores existe, pela natural dificuldade de se vencer qualquer competição internacional. Algo como, guardadas as devidas proporções, ganhar uma Champions, por exemplo.

O importante de verdade para a conquista do nosso sonho diz respeito aos predicados que a nossa equipe já demonstrou ter, além de sua inegável qualidade técnica. MATURIDADE, PROFISSIONALISMO, EXPERIÊNCIA Internacional, SERIEDADE, MALANDRAGEM, EQULÍBRIO EMOCIONAL (menos Gabigol) e a UNIÃO desse nosso grupo fazem parte do nosso cardápio atual e a diferenciam das anteriores.

Tudo isso aliado a uma VOCAÇÃO OFENSIVA presente no nosso DNA, que o Mister rapidamente identificou e nos devolveu, me enchem de esperança para essas duas competições que ainda temos este ano. Em Futebol tudo é possível e não há como se prever a conquista de um título. Só que, dessa vez, não há dúvida que estamos prontos para consegui-los.

Mas, enquanto eles não chegam, existe aquele outro tipo de alegria, que, muitas vezes, nem mesmo um Campeão pode afirmar ter: o prazer de ver seu time jogar. E isso a gente vem tendo já há algum tempo. Até mesmo torcedores adversários confessam parar para nos assistir jogar.

O grande esforço da nossa Diretoria no sentido de nos proporcionar o que há de melhor, já nos permite afirmar, sem nos deixarmos influenciar pela paixão, que temos O MELHOR 11 das Américas. Pois bem, hoje é o dia deles começarem a colocar em prática toda essa qualidade e permitirem a nós a realização de uma festa pela qual há décadas esperamos. Sendo assim ...

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!



Canal no Telegram: Clique aqui e faça parte do nosso canal para receber todas as notícias em primeira mão.