Athletico "rock and roll" amassa o Flamengo, mas perde chance de abrir vantagem; veja a análise

Athletico "rock and roll" amassa o Flamengo, mas perde chance de abrir vantagem; veja a análise

Athletico ficou no 1 a 1 com o Flamengo — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Velocidade, profundidade, intensidade. Foi nessa batida que o Athletico jogou contra o Flamengo na noite de quarta-feira, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. Superior em grande parte do duelo, o Furacão foi melhor em campo, mas ficou só no 1 a 1. A sensação que ficou é de que a equipe poderia ter construído um placar melhor para a decisão no Maracanã.

Após a partida, o técnico Tiago Nunes disse que o Athletico fez um "jogo de excelência" na Arena da Baixada e merecia um resultado melhor. Elogiou o ímpeto e volume da equipe e destacou o jogo "acelerado" entre os Rubro-Negros.

– Quando você joga descansado fisicamente, a intensidade, velocidade e o ritmo, é um futebol que o torcedor adora ver. Tenho certeza que todo mundo adorou ver o jogo. Até brinquei com o pessoal no vestiário que a gente jogou rock and roll. Era ritmo acelerado, o negócio era heavy metal dentro do campo - disse em entrevista coletiva.

Foram 16 finalizações na partida e três gols (bem) anulados - todos em impedimento. O Furacão ficou na bronca em dois lances polêmicos - primeiro, quando o goleiro Diego Alves pegou a bola com as mãos fora de sua área, e depois em um pênalti não dado em Marcelo Cirino.

  • Lances e vídeos de Athletico x Flamengo
  • Tabela da Copa do Brasil
  • Veja os gols e melhores momentos de Athletico x Flamengo

A primeira boa chegada do Athletico veio logo aos quatro minutos, quando Rony ganhou de Rodrigo Caio e soltou uma bomba da entrada da área, mas Renê bloqueou. O jogo era equilibrado, com o Flamengo tendo mais posse de bola e avançando a marcação. O Furacão tentava explorar as laterais e apostava na troca entre Rony e Marcelo pelas pontas, enquanto Nikão jogava pelo meio. Aos 17 veio o primeiro gol, mas que acabou anulado por impedimento. Márcio Azevedo cruzou na medida para Ruben, que cabeceou para o gol, mas o assistente invalidou o lance (veja abaixo).

Gol anulado! Márcio Azevedo cruza para Marco Ruben, que abre o placar, mas bandeira flagra impedimento, aos 19' do 1º tempo

Na pressão, o Furacão chegou novamente com perigo aos 33, quando Márcio Azevedo cruzou para Rony bater, mas foi travado por Léo Duarte, que salvou o Flamengo. No minuto seguinte, outro gol anulado. Jonathan cruzou e Marco Ruben marcou, mas o assistente flagrou dois impedimentos na jogada (veja abaixo).

Gol anulado, de novo! Marco Ruben marca mais um, mas juiz anula por dois impedimentos, aos 34' do 1º tempo

Nikão ainda tentou um chute forte, aos 44, e Lucas Halter teve a melhor chance do primeiro tempo, já nos acréscimos. Cirino cruzou, a bola desviou e caiu nos pés do zagueiro, que dominou e mandou a bola por cima do travessão. Por pouco! (veja abaixo).

Após novo escanteio, bola cai nos pés de Halter, que solta a bomba, mas manda por cima do travessão, aos 46' do 1º tempo

Sem mudanças para o segundo tempo, o Furacão levou um susto logo nos primeiros minutos, depois que Gabriel recebeu de Arrascaeta e saiu na cara de Santos (veja abaixo).

Arrascaeta dá bolão e deixa Gabigol na cara do gol, que chuta em cima de Santos, aos 02' do 2º tempo

Logo depois, o Furacão, enfim, chegou ao gol - dessa vez validado. Nikão cobrou escanteio da direita e Léo Pereira, livre na segunda trave, só completou para a rede (veja abaixo).

Gol do Athletico-PR! Nikão cobra escanteio e Léo Pereira completa para abrir o placar, aos 04' do 2º tempo

Aos 11, outro lance polêmico na partida. Marcelo foi lançado na cara do gol e caiu na área após chegada de Rodrigo Caio. Depois de seis minutos de conferência no VAR, o árbitro acabou dando falta de Marco Ruben em Rodrigo Caio no início da jogada (veja abaixo).

Daronco analisa VAR para possível pênalti, mas acaba dando falta de Marco Ruben em Rodrigo Caio, aos 17' do 2º tempo

O Flamengo chegou ao empate aos 19 minutos. Renê cobrou lateral para Gabigol, que aproveitou a falha de Léo Pereira, ganhou no corpo e tocou por cima de Santos, deixando tudo igual na Arena da Baixada (veja abaixo).

Gol do Flamengo! Renê cobra lateral para Gabigol, que toca na saída de Santos e empata o jogo, aos 19' do 2º tempo

Os visitantes quase viraram o placar aos 21, em uma cabeçada de Gabigol. O Furacão perdeu a chance de ampliar aos 31, quando Bruno Nazário bateu de primeira e Rodrigo Caio tirou em cima da linha, para desespero dos atleticanos e alívio dos flamenguistas (veja abaixo).

Após cruzamento, Renê corta mal, Nazário bate de primeira e Rodrigo Caio salva em cima da linha, aos 31' do 2º tempo

Aos 38 veio o terceiro gol anulado. Bruno Guimarães lançou Rony na linha de fundo, o atacante bateu cruzado de primeira, e Marcelo Cirino marcou na segunda trave, mas o árbitro deu impedimento (veja abaixo).

Terceiro gol anulado! Rony bate cruzado e Cirino vira o jogo, mas juiz marca impedimento, aos 38' do 2º tempo

– A gente superou o Flamengo em praticamente todos os aspectos, volume do jogo, número de finalizações e duelos decisivos. Só tenho que parabenizar os atletas e focar no que vamos encontrar no jogo da volta - disse Tiago Nunes.

Agora, o Athletico terá que se superar diante de um Maracanã lotado na próxima quarta-feira, às 21h30, para ficar com a vaga na semifinal. O Furacão ainda não venceu como visitante em 2019 - são dois empates e oito derrotas entre Copa do Brasil, Brasileiro, Libertadores e Recopa Sul-Americana.

Não há o critério de gol fora de casa. Caso aconteça um novo empate, a disputa vai para os pênaltis.

Antes disso, o Furacão volta as atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro. A equipe recebe o Internacional, no próximo sábado, na Arena da Baixada, pela 10ª rodada.

Estatísticas de Athletico 1x1 Flamengo

Athletico Flamengo
Posse de bola 61% 39%
Finalizações 16 10
Chance real de gol 4 4
Bolas levantadas 21 10
Faltas 11 15
Passes errados 23 17
Passes certos 340 272
Desarmes 30 22
Roubadas de bola 11 13

Mais notícias do esporte paranaense em globoesporte.com/pr