Bandeira explica relação estremecida com diretoria encabeçada por Landim: “Existe um distanciamento”

Bandeira explica relação estremecida com diretoria encabeçada por Landim: “Existe um distanciamento”

É inegável a importância da gestão comandada por Eduardo Bandeira de Mello, de 2013 a 2018, no processo de reestruturação financeira do Flamengo. Inclusive, nomes da atual diretoria, como Rodolfo Landim e Wallim Vasconcellos, estiveram no início da administração. Em entrevista concedida ao canal FOX Sports, Bandeira explicou o motivo da relação estremecida com os atuais dirigentes à frente do clube.

Um dos vice-presidentes resolveu sair, isso está registrado, dando declarações fortes demais, em relação a mim e a outros vices do clube. Ele saiu e disse que ia formar uma chapa para ganhar a eleição em 2015. Quatro VP’ s resolveram acompanhar, formaram a chapa, concorreram e nós ganhamos. A partir daí, o que aconteceu vocês registraram, no final de 2018 esse grupo, que era de oposição, ganhou a eleição democraticamente -, contou o ex-presidente, no programa “Debate Final”.

– Existe um distanciamento pelo que aconteceu em 2015. Não me sinto mal, pelo contrário. Estou muito feliz na arquibancada.

Abra sua conta GRATUITAMENTE, não pague mais tarifa bancária e, de quebra, ajude o Mengão a se tornar mais forte!

O pleito presidencial, disputado no fim de 2018, acabou tendo Rodolfo Landim, candidato da oposição, como vencedor para o ocupar o posto mais importante e de maior responsabilidade do Flamengo. Ricardo Lomba, à época vice de futebol do clube, concorreu às eleições na chapa apoiada por Eduardo Bandeira de Mello. Os demais candidatos foram Marcelo Vargas e José Carlos Peruano.



Canal no Telegram: Clique aqui e faça parte do nosso canal para receber todas as notícias em primeira mão.