• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

#COVID19 | Jornal Nacional quebra protocolo, e William Bonner pede calma à população: “Precisamos respirar”

Na noite da última segunda-feira (23), o Jornal Nacional, principal noticiário do Brasil, começou de uma forma diferente. William Bonner abriu o jornal pedindo calma aos telespectadores e admitiu que também sente medo de adoecer por conta do novo coronavírus. O recado do âncora foi dado antes de qualquer notícia. O objetivo era tranquilizar os brasileiros em meio ao momento delicado que país e o mundo está passando, devido ao surto do COVID-19.

— Antes de falar sobre as notícias de hoje, a gente vai fazer uma pausa, porque é muita informação o tempo todo sobre o coronavírus. Você já viu os destaques de hoje, e a gente vai fazer essa pausa primeiro para dizer simplesmente o que a gente fica repetindo um para o outro aqui: calma. Não dá para começar o JN de hoje sem pedir calma -, disse antes de continuar: “Mas olha o porquê dessa pausa. A gente precisa respirar, precisa entender que essa crise vai ter altos e baixos. Vai exigir sacríficos, mas no fim o Brasil e o mundo vão superar, apesar da aflição e dor que muitas famílias estão enfrentando”, concluiu.

O editor-chefe do JN, ainda aproveitou o momento para falar sobre o trabalho dos jornalistas e de todos os profissionais que ajudam a levar tanto o noticiário quanto outros programas da emissora ao ar. Bonner confessou que também sente medo de adoecer: Quando a Globo aumentou o tempo diário do jornalismo, foi para levar essa informação necessária sem correria. Você saber como agir para se proteger. E claro que a gente também tem medo de adoecer, aqui não tem super-herói, nem entre nós nem entre colegas de outras categorias”, declarou.

Devido ao cenário atual, é essencial seguir as recomendações das autoridades da área da saúde. Ficar em casa é a melhor forma de evitar que o COVID-19 se espalhe ainda mais. Por ter uma forma de contágio fácil, o melhor é se manter em quarentena. Outra orientação importante é sobre a higienização. Lavar bem as mãos com água e sabão e usar álcool gel pode frear significativamente o aumento no número de pessoas infectadas.

Publicado em colunadofla.com.