Da idolatria à mágoa, Arrascaeta revê torcida do Cruzeiro pela primeira vez

Da idolatria à mágoa, Arrascaeta revê torcida do Cruzeiro pela primeira vez

​Contratado em 2015 com status de aposta, Arrascaeta viveu anos de glória com a camisa do ​Cruzeiro. O início foi bastante tímido, é bem verdade, mas a adaptação ao novo clube e ao novo país trouxeram grandes feitos à médio prazo: títulos, protagonismo e solidificação de seu status de potencial ídolo do clube. Esse posto, no entanto, acabou ficando pelo caminho no início de 2019, quando o meia uruguaio deixou a Toca rumo ao ​Flamengo.

aqui e siga o 90min no Instagram!

​​Como destaca o ​Globoesporte, o armador reencontrará a torcida do Cruzeiro pela primeira vez no próximo sábado (21), quando a equipe mineira recebe o Flamengo pela rodada 20 do Campeonato Brasileiro. A tendência é de ambiente bastante hostil ao camisa 10, afinal, o fim do 'casamento' entre clube e jogador foi drástico e nada amistoso.

A mágoa da torcida celeste se dá não apenas pela escolha do atleta por um rival brasileiro, mas pela impressão de que houve uma 'ingratidão' por parte do camisa 10 ao clube que o projetou. Contratado aos 21 anos quando ainda era uma promessa do futebol uruguaio, Arrascaeta entrou no radar de clubes europeus pelo seu grande biênio (2017/18) na Raposa, temporadas em que o atleta realmente brilhou. Seus dois primeiros anos de clube, no entanto, foram de oscilação e instabilidade, sem que isso abalasse a convicção em seu potencial.

FBL-LIBERTADORES-CRUZEIRO-UCHILE

Campeão mineiro e bicampeão da Copa do Brasil, Arrascaeta deixou o Cruzeiro com status de estrangeiro que mais atuou e mais anotou gols com a camisa do Cruzeiro: 50 tentos em 188 jogos disputados. Além disso, o meia é o maior artilheiro do 'novo Mineirão' (2013-) com 30 gols, estádio este que deve recebê-lo de forma austera no próximo fim de semana.

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.