E AGORA SEU POVO PEDE A AMÉRICA DE NOVO

E AGORA SEU POVO PEDE A AMÉRICA DE NOVO

É curioso (chega a ser engraçado) como as análises dos especialistas foram se alterando com o tempo. No início, o Palmeiras tinha o melhor elenco geral, seguido de perto por Cruzeiro, com o Flamengo vindo atrás. Mas ressaltavam que o Grêmio tinha o melhor time (entrosamento, forma de jogar, melhor jogador) e Renato era o melhor treinador.

Mas aí o Flamengo foi vencendo, vencendo, vencendo e ... acabou assumindo a liderança. O Cruzeiro, tão elogiado, fincava raízes cada vez mais fortes no Z4. Para piorar a situação desses “intendidos”, no confronto direto contra o badalado “Verdão”, o Flamengo ATROPELA, MASSACRA, HUMILHA, TRIPUDIA, o atual campeão.

- E AGORA? O que vamos dizer? Nós, os “especialistas”, não podíamos estar TÃO errados assim.
- Ah, já sei! Vamos dizer que o Flamengo tem o melhor 11, mas é o Palmeiras quem continua tendo o melhor elenco e ainda pode reverter a situação. O Grêmio, comandado pelo GRANDE Renato, continua sendo o melhor time.

Só que, contrariando as previsões desses “intendidos”, o Palmeiras continuou patinando, a diferença entre nós ficando cada vez maior e o Brasileiro começava a ter um destino definido.
Foi quando resolveram mudar a direção da desconfiança/despeito:

- Será que o Flamengo vai conseguir jogar na mesma intensidade, rodando tão pouco o elenco, e, mesmo assim, se manter competitivo na Libertadores?

O adversário no mata-mata seria O IMORTAL Grêmio, copeiro, acostumado a jogar Libertadores, Fodão das Américas e que, segundo seu treinador (e boa parte da mídia), jogava o melhor futebol do Brasil.

Primeiro jogo lá: Flamengo AMASSA os caras, poderia até golear, mas desperdiça uma infinidade de oportunidades e volta apenas com o empate.
- Perdeu a chance! Vocifera o “GRANDE” treinador deles.  

Vem o jogo cá e ... O que foi aquilo?
O “Imortal” não foi apenas morto. FOI ESQUARTEJADO !!! Uma atuação ANTOLÓGICA impõe um MASSACRE aos “favoritos” (5 a 0 FOI POUCO), expondo o que todos nós já sabíamos e calando o Falastrão.

Não restava mais qualquer dúvida sobre quem era melhor. O melhor EM DÉCADAS, por sinal! O que jogava mais bonito, o mais intenso, mais eficiente, mais voltado para o ataque, mais obstinado e obcecado pela busca do gol. Recordista de vitórias, pontos, público etc. Capaz de superar até um VAR absolutamente pintado de verde.
O que faltaria mais provar?

Pois, no domingo passado, derrubamos o último mito criado pela mídia. Sim, se nossos reservas são capazes de vencer o poderoso Grêmio, em seus domínios, é porque temos, além dos melhores 11, o MELHOR elenco do país também.

E toda essa eficiência não ficou restrita ao campo. Também demos show no Departamento Médico (recuperando nossos atletas em tempo recorde), na logística oferecida aos jogadores (com vôos fretados, sempre que necessário) e de coragem, para peitar a CBF e manter Reinier conosco.

O que muita gente ainda não percebeu (e os anti- que perceberam estão absolutamente APAVORADOS com isso) é que o Flamengo não está apenas conquistando um título Brasileiro e em vias de conquistar de novo a Libertadores. O Flamengo está no caminho, SEM VOLTA, para a conquista da HEGEMONIA do futebol no Continente.

E é dessa forma, com TODA essa moral, que estamos indo para o 1º jogo do século (1º porque, estejam certos, MUITOS outros virão).
É, sem dúvida, o confronto entre as duas melhores equipes das Américas e qualquer resultado é possível. Especialmente, em partida única em campo neutro.

Eles têm mais experiência em Libertadores? OK, sem problemas! O que não nos falta são jogadores com experiência internacional até na Champions, mais forte competição do planeta. E há mais um detalhe importante a nosso favor: o campeonato Nacional deles não tem VAR, o que pode acabar sendo decisivo, caso eles não estejam muito bem orientados sobre a utilização desse recurso.

Somos, SIM, tecnicamente melhores do que eles, mas estamos falando de Futebol. A vitória deles não é impossível, da mesma forma que a nossa sobre o favorito Liverpool não o é, em um possível reencontro no Mundial.

O que não podemos esquecer é que, em um jogo dessa importância e com tamanha carga emocional envolvida, não basta ser o melhor tecnicamente. É preciso ter mais EQULÍBRIO emocional, algo que anda faltando para o Bruno Henrique, eventualmente, e para Gabigol, RECORRENTEMENTE.

Não, não é Fanatismo de torcedor. O Flamengo está JOGANDO PRA CACETE mesmo e tem TODAS as condições de nos devolver essa conquista esperada por DÉCADAS. Basta repetirmos o que já viemos fazendo no Brasileiro, para que o resultado seja igual e possamos fazer os mais jovens sentirem, a mesma explosão de alegria que os “jovens há mais tempo” sentiram anos atrás.

Futebol e justiça não costumam andar juntos e isso me preocupa. Mas se houver um mínimo que seja dessa vez, por TODO o trabalho/sofrimento/paciência/ansiedade dos últimos anos, NINGUÉM merece esse Caneco mais do que nós.
Sendo assim ...

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!



Canal no Telegram: Clique aqui e faça parte do nosso canal para receber todas as notícias em primeira mão.