• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

É CAMPEÃO! Com show de Gabigol, Flamengo bate o Del Valle e conquista a Recopa Sul-Americana

Mesmo com um a menos durante boa parte do jogo, o Flamengo voltou a dar show no Maracanã na noite desta quarta-feira (26) e levou o título da Recopa Sul-Americana. O Rubro-Negro bateu o Independiente del Valle, por 3 a 0, com gols de Gabigol e Gerson, duas vezes, e conquistou o seu primeiro título internacional no Maraca, sendo o sexto de sua história.

O JOGO

Sem o decisivo Bruno Henrique, o Flamengo se posicionou em um 4-4-2 no início da partida, tendo Gabigol e Pedro na frente, enquanto Arrascaeta caía mais pelo lado esquerdo. O Independiente del Valle, por sua vez, mantinha uma marcação alta, assim como já tinha feito no Equador.

O jogo era bem equilibrado, mas o Rubro-Negro sabia como tratar a bola, trocando bem os passes e, aos 18 minutos, abriu o placar no Maracanã, contando com contribuição luxuosa do adversário. Segovia tentou recuar a bola para o goleiro, mas cabeceou forte e para o próprio gol e complicou a defesa. O arqueiro Pinos ainda tentou salvar, porém a bola bateu no travessão e voltou à caráter para Gabigol, que apenas teve o trabalho de completar.

O grande início do Fla no jogo acabou ficando de lado depois de uma falta dura de Willian Arão, que culminou em uma expulsão precoce. Na tentativa de acertar a bola, o volante chutou o peito do jogador do Del Valle e, após revisar no VAR, o árbitro optou pela expulsão. Com a desvantagem, Jorge Jesus tirou Pedro e promoveu a entrada de Thiago Maia.

Mesmo com um a menos, o clube carioca demonstrou concentração e teve chance de ampliar a vantagem aos 33 minutos. Everton Ribeiro roubou a bola no campo de defesa e fez o lançamento para Gabigol, que passou por dois adversários antes de arrematar para o gol. Pinos fez ótima defesa e jogou para escanteio.

Com um primeiro tempo atípico e de superação, o Flamengo precisou correr atrás da bola e se mostrava bastante recuado, na tentativa de evitar as ações ofensivas do time equatoriano.

O Independiente foi para a etapa complementar com o objetivo claro de atacar de todas as formas o Rubro-Negro para tentar igualar o placar, se valendo da vantagem de ter um jogador a mais em campo. Aos 09, Preciado descolou um passe improvável para Faravelli, que saiu cara a cara com Diego Alves. O volante bateu cruzado, e o goleiro do Fla fez defesaça para evitar o que seria o empate.

Com 16 minutos do segundo tempo, o Flamengo mostrou o porquê é o melhor clube da América do Sul. Depois de linda jogada individual de Gabigol, Gerson pegou a sobra na áera e, mesmo desequilibrado, bateu para o fundo do gol adversário, ampliando a vantagem da equipe. O volante ainda marcou o terceiro, aos 43 minutos;

Publicado em colunadofla.com.