Ex-corintianos na mira do Fla: situação quer Gil, oposição sonha com Renato Augusto e Jô

Ex-corintianos na mira do Fla: situação quer Gil, oposição sonha com Renato Augusto e Jô

Enquanto aguardam a eleição de sábado definir o novo presidente, as chapas favoritas no Flamengo mapeiam o mercado para saber a situação de possíveis reforços. Além do meia Rodriguinho, de 30 anos, que negocia com os grupos de Ricardo Lomba e Rodolfo Landim, outros ex-corintianos estão no radar.

A atual diretoria mira o zagueiro Gil, de 30 anos, que atua no Shandong Luneng, da China, e tem contrato até 2020. Já a oposição analisa o meio-campo Renato Augusto, de 32, e o atacante Jô, de 31. Renato está no Beijing Guoan, também da China, com o qual tem contrato até 2021. Jô, por sua vez, tem contrato até o fim de 2020 com o Nagoya Grampus, do Japão.

A chegada de um zagueiro de peso pode interromper a era Réver como titular e capitão do Flamengo. Gil tem o projeto de voltar à seleção brasileira, e jogar no Brasil novamente é visto como uma chance maior de visibilidade.

O mesmo vale para Renato Augusto, que já teve recomendação do gênero do técnico Tite. O apoiador, revelado no Flamengo, teve chance de voltar ao clube recentemente, mas o salário estava fora do padrão do futebol brasileiro. Se a nova tentativa der certo, Renato chegaria para assumir vaga de William Arão, que deve ser negociado.

No ataque, Jô, contratado por 11 milhões de euros, teria como concorrentes Uribe, Henrique Dourado e o jovem Lincoln. O Flamengo entende hoje que os dois últimos podem ser negociados se houver boa proposta. O novo alvo salvou o time japonês do rebaixamento na última semana, com dois gols.

Vale deixar claro que os dois candidatos ainda se resguardam na elaboração de propostas por reforços. No caso da situação, há um planejamento elaborado à espera das eleições, pronto para ser executado. A oposição sonda o mercado para saber que negociações são possíveis, conversa sobre valores, mas também não tem nada concreto com nenhum atleta até segunda-feira.