Flamengo lidera ranking de marca mais valiosa do futebol brasileiro pelo quarto ano consecutivo

Flamengo lidera ranking de marca mais valiosa do futebol brasileiro pelo quarto ano consecutivo

Apesar de muitas críticas ao futebol, a gestão Eduardo Bandeira de Mello conseguiu elevar o patamar econômico do Flamengo. Prova disso é o que clube da Gávea novamente assumiu o posto de marca mais valiosa do futebol brasileiro. A soberania rubro-negra chega ao seu quarto ano consecutivo. Corinthians e Palmeiras seguem colados na segunda e terceira colocação, respectivamente.

O levantamento foi realizado pela empresa de consultoria e auditoria BDO e obtida pelo portal “Valor“. De acordo com os dados, a marca rubro-negra chegou a R$ 1,95 bilhão em 2018, apresentando um crescimento de 15%, comparando com o último ano. O valor da marca quase dobrou, se comparado em um período de cinco anos (em 2014 o valor era de R$ 1 bilhão).

Para a análise, a consultoria leva em consideração 40 fatores em três pilares: receita (patrocínio, ingressos, etc), torcida (gama de consumidores) e mercado (onde o clube está inserido). Neste caso, o patrimônio dos times e lucro com a venda de jogadores são descartados para a obtenção dos dados.

O que alavanca o Flamengo são os bons patrocínios, que foram aumentados. Além disso, embora não tenha o maior tíquete médio de ingressos nos estádios, o Flamengo tem o maior público do Campeonato Brasileiro -, destaca Carlos Aragaki, sócio do departamento de esportes da BDO.

No comando do Flamengo durante o crescimento econômico do clube apresentados no levantamento, Eduardo Bandeira de Mello não poderá se reeleger. Ricardo Lomba, apoiado pelo então mandatário rubro-negro, foi o nome escolhido pela Chapa da situação. Os opositores são Rodolfo Landim (Chapa Roxa), Marcelo Vargas (Chapa Branca) e José Carlos Peruano (Chapa Amarela). As eleições presidenciais do clube ocorrem no dia 8 de dezembro.