• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Landim diz que o Flamengo dá “carinho adicional” às famílias das vítimas da tragédia do Ninho

Após o título da Taça Guanabara contra o Boavista, por 2 a 1. Ainda no gramado, o presidente Rodolfo Landim foi questionado se havia novidades em relação ao relacionamento entre o Flamengo e as famílias das vitimas da tragédia do Ninho. Ele garantiu que o clube vem dando total atenção e suporte aos envolvidos no capítulo mais triste da história rubro-negra.

— Tem (novidade em relação às famílias). Recentemente, depois do jogo que a gente fez, nós fomos lá. O nosso vice-presidente de Embaixada e Consulados, Maurício Gomes, ele já foi lá. A gente já fez uma festa aqui com um jogo, e os nossos jogadores com o nome dos jogadores nas costas. Pegamos o autógrafo de todos os jogadores na camisa e estamos entregando a todas as famílias. Estamos visitando as famílias. Estamos tentando envolver também algumas pessoas dos nossos consulados e embaixadas para poder fazer isso. Essas pessoas moram em cidades diferentes e longe daqui do Rio de Janeiro. Esse é um carinho adicional que estamos procurando dar a elas.

O clube começa a colocar em prática a mudança de perspectiva. Recentemente, o Rubro-Negro formou um comitê concebido com três vice-presidentes que terão a missão de alinhar os laços humanos, algo que sempre deixou a desejar, de acordo com as famílias.

Assista à Recopa, entre Flamengo e Del Valle, DE GRAÇA, PELO CELULAR!

Até o momento, o Flamengo já tem acordo com as famílias de Gedinho, Athila, Vitor Isaias, e com o pai de Rykelmo. Além disso, o clube paga uma pensão mensal de R$ 10 mil para as famílias das vítimas fatais. Sendo assim, ainda restam sete acordos com familiares de garotos que perderam a vida na tragédia.

 

Publicado em colunadofla.com.