Mercado da Bola: confira os principais rumores do Flamengo nesta quinta (6)

Mercado da Bola: confira os principais rumores do Flamengo nesta quinta (6)

Os rumores do Flamengo seguem circulando nos dias que antecedem as eleições presidenciais do clube. As negociações com os atletas que interessam avançaram pouco nesta quinta-feira (6), mas novos assuntos foram veiculados sobre reforços, contratações e saídas.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

A contratação de um treinador por um time recém-promovido da Série B pode gerar a saída de alguns atletas do Flamengo. Maurício Barbieri assinou com o Goiás para comandar a equipe e pode escolher alguns jogadores do Rubro-Negro para reforçar o Esmeraldino na próxima temporada. Mesmo sem nenhuma lista de nomes, a tendência é que o Fla não recuse escolhas, já que pretende mudar drasticamente o elenco.

Os outros principais rumores do Flamengo nesta quinta envolvem a indefinição sobre o novo treinador do clube. Dorival Júnior, que pode ficar no comando – dependendo do vencedor das eleições -, assumiu uma postura silenciosa e disse que a situação “faz parte de um processo como esse”.

Veja os palpites dos especialistas para River Plate x Boca Juniors

Outro nome que fez parte das sondagens foi, mais uma vez, Abel Braga. Procurado pelo Santos – chegou a se reunir com o clube paulista -, Abelão decidiu esperar a eleição presidencial no Rubro-Negro. O treinador é o nome preferido pela chapa de oposição, liderada por Rodolfo Landim, e definirá seu futuro no início da próxima semana.

Outro rumor que rondou o Flamengo nesta quinta foi a de um possível interesse no meio-campista chileno Jorge Valdívia, ex-Palmeiras. A imprensa chilena parece ter “cavado” o negócio, já que o camisa 10 interessou ao Rubro-Negro há algumas temporadas, mas não há confirmação sobre abertura de negociações.


Real Madrid inclui Vinícius Júnior na lista dos convocados para o Mundial; veja

Exame confirma lesão de Malcom, que desfalca o Barcelona por até 15 dias

Argel trata Paranaense como obrigação no Coritiba, mas afirma que maior objetivo para 2019 é o acesso