• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Rodrigo Caio revela batalha para voltar a jogar e confessa que estava “engasgado” com o Athletico

O Flamengo venceu o Athletico-PR por 3 a 0, neste domingo (16), e conquistou a Supercopa do Brasil. Antes dúvida para o jogo, Rodrigo Caio conseguiu se recuperar de um corte profundo no joelho direito e ficou à disposição para a decisão. O defensor falou sobre o assunto.

Assista à Recopa, entre Flamengo e Del Valle, DE GRAÇA, PELO CELULAR!

Rodrigo Caio foi um dos destaques positivos do Flamengo na final contra o Athletico-PR. O jogador chamou a responsabilidade e assumiu o papel de xerife na zaga rubro-negra, ao lado de Gustavo Henrique. Na zona mista do Mané Garrincha, o zagueiro afirmou que se esforçou ao máximo para estar à disposição de Jorge Jesus e celebrou o resultado conquistado.

– Só eu sei o quanto trabalhei para retornar o quanto antes, ainda mais em um jogo decisivo como esse, que eu queria muito jogar. Acho que o mais importante foi que a gente conseguiu fazer uma grande partida defensivamente. Foi muito sólido, toda a equipe se comprometeu. Isso facilita muito. Feliz pela partida, pelo título, que seja o primeiro de muitos -, disse o defensor.

O Athletico-PR se sagrou campeão da Copa do Brasil de 2019, eliminando o Flamengo nos pênaltis nas quartas de finais da competição. Por isso, Rodrigo Caio revelou que o time paranaense estava sim engasgado, mas negou que isso tenha servido como motivação. Segundo o zagueiro, o Fla entrou em campo apenas com o objetivo de fazer o melhor possível, na tentativa de conquistar a Supercopa.

– Claro que a gente sempre entra para vencer. Claro que a gente acaba ficando um pouco engasgado pela forma que perdemos para eles, nos pênaltis, na Copa do Brasil. Foi um jogo muito difícil. Mas a gente entrou com o propósito somente de fazer o nosso melhor. Sabemos da nossa qualidade, sabemos o que tem que ser feito dentro de campo. Foi isso que a gente fez –, encerrou.

O Flamengo se prepara para encarar o Independiente Del Valle, nesta quarta-feira (19), no Equador. O duelo é válido pelo primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana e terá início às 22h30 (horário de Brasília). O segundo e decisivo confronto acontece no dia 26 (quarta-feira), no Maracanã, às 21h30 (horário de Brasília). Com Gabigol suspenso – por ter sido expulso na final da Libertadores – e Léo Pereira lesionado, Jorge Jesus deve repetir a dupla de zaga, com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique, enquanto Pedro deve receber a oportunidade de atuar como titular pela primeira vez em 2020.

Publicado em colunadofla.com.