Flamengo  RJ
menu
search

Maior organizada do Flamengo, Raça Rubro-Negra cria música especial para Libertadores; veja

25 de novembro de 2021 às 16:20h
Maior organizada do Flamengo, Raça Rubro-Negra cria música especial para Libertadores; veja

Durante caravana para Montevidéu, torcedores criaram letra inspirada em ‘Anunciação’, de Alceu Valença

Por: Paula Mattos

Faltam apenas dois dias para a grande final da Copa Libertadores, e os rubro-negros já estão com os nervos à flor da pele para mais uma decisão. Em busca da Glória Eterna, a maior organizada do Flamengo, Raça Rubro-Negra, movimentou diversas caravanas rumo à Montevidéu e, durante a viagem, torcedores criaram uma música especial para o compromisso mais importante da temporada. A letra e o ritmo foram inspirados em um grande clássico da música brasileira: Anunciação, de Alceu Valença.

Em contato com a reportagem do Coluna do Fla, Matheus Zidan, monitor da 6ª Região – Mangueira, contou como surgiu a nova letra e revelou alguns detalhes do planejamento da torcida para a festa nas arquibancadas. Segundo ele, dependendo da ‘resposta’ do Flamengo em campo, a Nação poderá ouvir a nova canção diretamente de solo uruguaio.

A ideia surgiu como em qualquer caravana, surgiu durante a viagem. Um vai conversando com o outro, bolando a letra. É um ritmo que a arquibancada gosta de cantar, e para cantar em Montevidéu, depende muito da resposta do Flamengo em campo. A Raça Rubro-Negra foca sempre em cantar os 90 minutos “Vai pra cima deles, Mengo”, como forma de empurrar o Flamengo ao ataque, como se fosse o 12º jogador. Se o Flamengo estiver bem no jogo, com chances reais de ser campeão com tranquilidade, a gente vai puxar outras músicas como o samba, cantar a música nova. Então, depende muito do Flamengo -, disse.

Veja a letra:

“Vamos Flamengo escrever mais uma história
Jogai com raça por toda sua Nação
A Glória Eterna alcançaremos com a vitória
Libertadores é a nossa obsessão.

Tu vens, tu vens
Eu já escuto os teus sinais
Tu vens, tu vens
Queremos ter dois mundiais”

E não dá para falar sobre música nova sem citar a bateria, não é? Até o momento, está tudo ‘ok’ com a liberação para entrada de instrumentos, o que vai ajudar a potencializar a força da Maior Torcida do Mundo e empurrar o Flamengo rumo ao tricampeonato. Ainda em contato com a reportagem, Matheus Zidan também falou sobre o planejamento para a utilização da bateria nas arquibancadas de Montevidéu.

Em Lima a gente soube do problema de não poder entrar com a bateria no dia do jogo. Na véspera, a Prefeitura de Lima não autorizou, e a gente vai tentar seguir com essa lógica de que a bateria está autorizada, e a gente está indo com o intuito de entrar com a bateria. Se chegar lá e acontecer como em Lima, não vai ter jeito. Mas, a princípio, como a torcida do Athletico conseguiu entrar com a bateria dela na Sul-Americana, a gente também vai conseguir, então está tudo encaminhado -, contou.

Considerada com a ‘menina dos olhos’ da Maior Torcida do Mundo, a Copa Libertadores é a obsessão dos torcedores. E para buscar o tricampeonato, os rubros-negros garantem uma festa de alta magnética no Centenário. Com o lema de ser o ’12º jogador’, a Nação vai jogar junto para garantir mais um troféu continental.

A bola vai rolar para Flamengo e Palmeiras no próximo sábado (27), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. A final entre os dois últimos campeões do torneio continental promete um jogão, não só para rubro-negros e alviverdes, mas também, para todos os amantes de um bom futebol.

Publicado em colunadofla.com