Flamengo  RJ
menu
search

“Não conseguia pegar meu filho no colo”: Rodrigo Caio se emociona ao revelar detalhes de recuperação

13 de maio de 2022 às 00:58h
“Não conseguia pegar meu filho no colo”: Rodrigo Caio se emociona ao revelar detalhes de recuperação

Zagueiro estreou na temporada 2022 na vitória de 2 a 0 diante do Altos-PI, pela Copa do Brasil

A noite da última quarta-feira (11), não foi especial só pela classificação do Flamengo às oitavas de final da Copa do Brasil, mas também pela estreia de Rodrigo Caio na temporada de 2022. O zagueiro atuou durante todo o primeiro tempo da vitória do Fla diante do Altos-PI, por 2 a 0, no Estádio Raulino de Oliveira. Após o fim do confronto, o jogador deu um depoimento emocionante à reportagem do Coluna do Fla, ainda na zona mista.

Essa é uma pergunta muito importante. 2021 foi um ano muito difícil pra mim, onde eu segurei o máximo porque eu não queria ficar fora dos jogos, e eu levei meu corpo no maior limite possível. Infelizmente a gente paga o preço em algum momento, e eu paguei esse preço. Em um momento eu pensei que eu era mais forte do que a dor, e a gente não é. Tudo pra mim foi um aprendizado muito grande. Hoje eu entendo que a gente tem um limite e a gente precisa respeitar o limite -, disse, antes de prosseguir:

Eu chegava em casa destruído, e quando acordava, colocava os pés no chão com muita dor, não podia abraçar meu filho, pegar ele no colo, não podia sair pra fazer nada com a minha esposa, minha família, e isso não era a vida que eu queria. Aguentei aguentei até o final, até que eu falei com o departamento médico: eu preciso fazer essa artroscopia pra fazer uma limpeza no meu joelho para que eu possa voltar a jogar saudável. E todo processo que foi até aqui, em 155 dias, foi pensando somente nisso. E eu fui bem claro ao departamento médico: ‘só vou voltar quando eu me sentir 100%, quando eu me sentir saudável novamente’ -, contou, ainda antes de completar:

E hoje posso dizer que estou saudável. Espero que com o decorrer dos jogos eu possa me sentir cada vez melhor. A gente sabe que não pode controlar tudo, o que a gente pode controlar é a gente se cuidar, fazer todo o possível pra de recuperar, e uma coisa que eu nunca mais farei com o meu corpo é isso: levar o meu corpo qo limite. Porque ele me mostrou e me deu um alerta de que ele não vai aguentar, então esse foi um aprendizado muito grande pra mim -, finalizou.

Cabe ressaltar que o planejamento era de que Rodrigo Caio atuasse, no máximo, 45 minutos. Por isso, Paulo Sousa decidiu utilizá-lo como titular e, no intervalo, o substituiu por Pablo. O camisa 3 estreou na temporada de 2022 após 159 dias sem entrar em campo, ou seja, cerca de cinco meses.

Com a previsão do retorno gradual, a tendência é que mesmo à disposição, Rodrigo Caio volte ao banco de reservas do técnico Paulo Sousa neste sábado (14), quando o Flamengo enfrenta o Ceará, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto acontecerá na Arena Castelão, a partir das 16h30 (horário de Brasília).

Publicado em colunadofla.com