Com jogo decisivo pela Libertadores três dias depois, Flamengo vai usar força máxima contra o Vasco

Com jogo decisivo pela Libertadores três dias depois, Flamengo vai usar força máxima contra o Vasco

O Flamengo venceu o Vasco da Gama por 2 a 0, no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, mas o pensamento da comissão técnica rubro-negra é de que o título ainda não está garantido. Conforme informação dada primeiramente pelo Globoesporte.com, o técnico Abel Braga decidiu utilizar força máxima na partida derradeira da decisão estadual, no próximo domingo (21), mesmo com o jogo pela Libertadores, na altitude de Quito, contra a LDU, marcado para três dias depois, na quarta-feira (24).

O próprio treinador, assim como o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, afirmaram depois da vitória sobre o arquirrival que o resultado não garantia a taça, e a diretoria do clube tenta evitar a todo custo o clima de “já ganhou” presente na torcida, animada pelo triunfo incontestável no Estádio Nilton Santos. O único desfalque certo no time de Abel será o atacante Bruno Henrique, que anotou os dois gols do confronto.

Assim, a tendência é de que o camisa 10 Diego Ribas, que iniciou o duelo frente ao Vasco no banco de reservas e entrou no segundo tempo, retorne ao time titular. Assim, o Flamengo entraria em campo com Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Arrascaeta, Éverton Ribeiro e Gabigol. Na segunda-feira (22), um dia depois da decisão, o elenco parte para o Equador em vôo fretado, dando início à preparação para o duelo continental.

Flamengo e Vasco decidem o campeão carioca de 2019 no próximo domingo (21), desta vez no Maracanã, a partir das 16h (horário de Brasília). Como venceu a ida por 2 a 0, o Rubro-Negro pode até sair derrotado por um gol de diferença que fica com a taça. No dia 24, quarta-feira, a equipe enfrenta a LDU-EQU, em Quito, 2.880 metros acima do nível do mar, a partir de 21h30 (horário de Brasília).