LUTO!

LUTO!

Não há bandeiras tremulando, não se ouve os cantos da torcida, não vemos cores e nem crianças correndo atrás da bola.

Campeões se foram sem ao menos que pudéssemos nos apresentar, garotos no início de sua caminhada caíram e não pudemos dar as mãos para levantá-los, não conseguimos gritar para eles contarem conosco e falar: vamos Flamengo, vai pra cima deles!

A dor das famílias é nossa também, a perda deles também é nossa perda.

É difícil escrever algo hoje, queria poder abraçar cada mãe e cada pai que perdeu o seu campeão. Acordar no dia de hoje com esta notícia e ver meu filho de 13 anos dormindo, confesso que pensei duas vezes antes de acordá-lo para levá-lo ao seu treino. O sonho dele é o mesmo dos campeões que se foram, e por isso mesmo o levei.

É o pior dia como flamenguista, é o pior dia em 123 anos de história. Que estes jovens campeões e funcionários que sempre defenderam e honraram nossa história jamais sejam esquecidos, que cada atleta do Flamengo, de qualquer modalidade entre em campo trazendo estes 10 campeões que se foram.

Christian, Arthur Vinicius, Pablo Henrique, Bernardo, Vitor. Vocês dormiram sonhando, despertaram como Campeões.

Como diz o nosso Hino: Flamengo até morrer, eu sou!

“Ser flamengo é ir em frente onde os outros param, é derrubar barreiras onde os prudentes medram (...). É comungar a humildade com o rei eterno de cada um.”

Artur da Távola

#ForçaFlamengo

https://www.youtube.com/watch?v=xA3hl_BJuRY

 

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.