Os encontros entre o Flamengo e o estafe de Jorge Jesus se intensificaram na última semana para que a discussão sobre a renovação do contrato não invada o mês de junho, quando o atual vínculo se encerra. Mas ela já se arrasta há um mês desde que o treinador retornou de Portugal, no dia 1º de maio, sem uma definição.

Depois de mais uma rodada de conversas entre o vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, e o advogado Bruno Macedo, representante do técnico Jorge Jesus, na quinta-feira, a renovação do contrato do treinador segue em um impasse. Mas a reportagem do GLOBO explica por que ainda há esperança.

As duas partes consideram que a negociação não recuou, mas também não avançou como deveria. Mesmo assim, há boa vontade de ambos lados para se chegar a um entendimento nos próximos dias. Jorge Jesus ainda está reticente sobre a valorização oferecida, mas pessoas próximas o aconselham a fazer um esforço para haver entendimento.

O técnico não tem participado dos encontros entre os dirigentes e seu advogado. Mas se reúne com o representante e sinaliza o desejo de que o Flamengo faça um pouco mais por ele depois de um 2019 histórico. O clube, por sua vez, explicou todo o cenário e até onde podia ir. Conseguiu até agora fixar o câmbio mais baixo para o pagamento em euro.

Mas há outras etapas a cumprir além do lado financeiro. A esta altura, o diálogo sobre tais aspectos atingiram nível considerável de desgaste. "Estamos conversando, nem para frente, nem para trás", chegou a dizer uma fonte.

Porém, há certo otimismo entre os envolvidos de que falta pouco para se chegar a um final feliz. Para a diretoria, as exigências ainda impostas além dos pagamentos acertados soam como desnecessarias. O Flamengo já paga os impostos que Jesus recolhe, e paga até seu aluguel no Rio.

Por conta disso uma das exigências era ampliar o vínculo até o fim de 2021. Com pretensões de comandar grandes clubes da Europa, o técnico ainda tem o desejo de sair livre no meio da temporada no Brasil. O prazo para a definição é dia 19 de junho, quando termina o atual contrato. Clube e treinador esperam resolver a questão antes.