Herói ferido: segurança que ajudou em resgate no Ninho está sob tratamento

Herói ferido: segurança que ajudou em resgate no Ninho está sob tratamento

​A palavra “herói” serve muito bem para caracterizar Benedito Ferreira. Segurança de plantão no Ninho do Urubu quando do incêndio no alojamento que abrigava jovens das categorias de base do Flamengo, na última sexta-feira, ele foi o responsável por salvar Cauan, Francisco Dyogo e Jhonata (este último ainda segue internado) através de uma janela que ele mesmo quebrou.

Pouco tempo depois, ainda deu início ao resgate de um quarto garoto, mas o fogo impediu a remoção. Quando os bombeiros chegaram, já havia uma dezena de vítimas sem vida. Ou seja, não é por nada que, neste momento, se encontra em estado de choque. Com longa trajetória no Rubro-Negro, ele é um dos funcionários mais antigos da equipe de segurança e chegou a ser retirado da comunidade onde vive. Alojado em um hotel da Barra da Tijuca, está sob efeito de medicamento e sendo acompanhado por psicólogos. Por óbvio, ele reluta em aceitar a morte de garotos tão jovens e com um futuro brilhante pela frente.

Relatos obtidos pelo ​Globoesporte.com, inclusive, dão conta que um dos garotos chegou a escorregar pelos braços de Ferreira e, aos gritos, busca uma esperança. “Não quero morrer!”, dizia ele. Colegas da turma que há 40 anos é chefiada por José Pinheiro também tentam passar solidariedade e dão suporte no cuidados ao amigo. No entanto, não há prazo determinado para ele voltar ao local em que tanto se orgulha de trabalhar, mas que, também, foi lugar da tragédia que enlutou o futebol brasileiro no final da semana passada.

Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil