• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Mauro Cezar avalia valor pago pelo Flamengo por Gabigol: “O cara realmente se justifica”

O Flamengo divulgou, nesta terça-feira (31), o balançou financeiro referente ao ano de 2019. No demonstrativo, muitas questões foram esclarecidas, inclusive referente às quantias investidas nos reforços para a atual temporada. Dentre elas, a de Gabriel Barbosa, que foi comprado em janeiro.

O clube pagou 16,5 milhões de euros (cerca de R$ R$ 76 milhões na cotação da época), por 90% dos direitos do atacante, que pertencia à Inter de Milão, da Itália. O jornalista Mauro Cezar Pereira, através de seu canal no Youtube, elogiou Gabriel Barbosa e acredita que a quantia foi bem investida, pelo retorno em que o atleta tem dado ao clube, tanto dentro quanto fora das quatro linhas

— Até aqui, se você analisar as cifras do mercado internacional, os valores pagos por jogadores, inclusive aqui no Brasil… O Borja custou, ao todo, entre 11 a 12 milhões de dólares, por 70% do jogador. Proporcionalmente, se você contar com o retorno técnico, o dinheiro do Borja foi um dinheiro quase que jogado fora. E o Gabigol dá retorno técnico comprovadamente, continuava dando este ano até que o futebol parou -, disse, antes de prosseguir:

Gabigol, por 16,5 milhões de euros, até aqui se mostra um excelente negócio para o Flamengo. Dá retorno técnico, traz novos torcedores, que são pequenos rubro-negros, recém convertidos, até pela admiração que esses meninos e essas meninas têm pelo Gabriel Barbosa. Ele é ídolo da garotada, então vai fazer a torcida aumentar ainda mais, com toda certeza. Faz gol, dá passe, faz gol decisivo, enfim, o cara realmente se justifica -, encerrou o jornalista.

De quarentena por conta do coronavírus, Gabriel Barbosa, assim como todo o elenco, recebeu férias coletivas, que serão encerradas no dia 20 de abril. O Flamengo, no entanto, vai reavaliar a situação e pode estender este período por mais dez dias, pelo menos, dependendo de como ainda vai estar a situação no Brasil. As competições, nacionais e internacionais, estão paralisadas e não têm data para serem retomadas.

Publicado em colunadofla.com.